quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Hoje é meu Aniversário!

E mais um ano se vai no ponteiro do tempo.
Vou ficar nos 40, está de bom tamanho.
Não vou mais fazer idade, só aniversário.
Por que de aniversário eu gosto, de ficar mais velha, nem tanto.

Não que as ruguinhas me incomodem tanto.
Talvez a barriguinha...
O tempo não foi tão cruel comigo, eu sei
Ele me pega assim, com saúde.
Não vejo mais toda a disposição, mas ainda corro atrás

Mas vejo que a metade já foi longe
E agradeço muito, nem todos tem a sorte de chegar até aqui.

A vida sim, me deu mais do que pedi.
Um pacote completo
Marido, filhos e uma babá.
Uma família linda
E amigos incríveis.



E assim me encontro hoje,
várias Cris dentro de uma só.
Tão diferente quanto nem eu imaginava
Mas tão eu que ninquém imagina.

Parabéns pra mim !

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Rio Water Planet

*Bernardo com 4 anos, Gabriel ainda não foi.

O Rio Water Planet, localizado em Vargem Grande no Rio de Janeiro é o maior parque aquático da América Latina. Ocupa uma área de 455.000 m2 e conta com 40 atrações, centro gastronômico e lojas de conveniência.
A primeira vez que fomos  no Rio Water Planet eu estava grávida do Gabriel e nossos vizinhos fizeram o convite. Foi em um domingo e esta lotado com filas enormes, do estacionamento ao banheiro. Quem me conhece sabe que sou meio fresca para estas coisas, mesmo assim adorei o dia, ficamos até o momento de fechar. As outras vezes aproveitei dias de semana que não estava trabalhando (o parque abre de quarta a domingo) e foi muito, mas muito mais legal, deu para curtir todas as atrações sem grandes filas ou estresse. 

No parque tem Rio Lento (Adoro rio lento, sou suspeita...) Tobogãs de diversos tamanhos, Rio bravo com ondas e grandes boias, Montanha Russa, Corredeiras, escorrega fechado de alta velocidade,  escorrega giratório,  e outras coisas. Na parte infantil tem um castelo que solta agua para todo lado que é um dos preferidos do Bernardo – as crianças sobem  descem por escadas de agua e tobogã. Outra atração incrível é um tobogã com boia para crianças, um pouco mais radical tipo indicado para crianças de 4 anos corajosas.
Um grande (ENORME na verdade) ponto negativo é que não pode entrar com nada de alimentos ou agua no parque – e não tem nenhum bebedor dentro, você é obrigado a comprar tudo lá dentro, e a agua não é barata, com criança então tem que comprar muita por que o sol é bem escaldante.  Fora este problema da agua a alimentação tem um preço acessível e várias opções espalhadas pelo parque, como almoço, cachorro quente, nuggets, pipoca, e outras coisas.
Quando fomos na ultima vez o Bernardo ainda não pagou, tinha menos de 1m10 de altura (altura para pagamento).
Dica1: Logo que entrar no parque ir direto pegar um armário e carregar o cartão de dinheiro -o cartão é reembolsável então colocamos um dinheiro a mais para não faltar e no final pegamos de volta o que sobra. Assim você pega menos fila, guarda suas coisas e vai brincar.
Dica2: se quer tirar fotos leve uma maquina a prova de agua. Difícil andar com celular ou maquina fotográfica sem molhar por lá.
Dica3: Sempre de chinelo. Quando for nas atrações deixe por perto ou enfie nos braços . O chão é muito quente para ficar descalço o tempo todo.
Acho um programa bem bacana para fazer com crianças aqui no Rio de Janeiro. Foge do comum das praias, é divertido, diferente, e quem não adooora um parque aquático !!
Imagem do Site do Rio Water Planet - não tirei nenhuma foto
por que não tenho máquina a prova de água (Ainda!!)
Rio Water Planet
Estrada dos Bandeirantes, 24.000, Vargem Grande Telefone: 2428-9000
O parque funciona de quinta a domingo, de 10h às 17h.
Possui estacionamento pago.
Todo o consumo dentro do parque é realizado através de cartão de consumo próprio, adquirido no local.
O  ingresso custa R$ 140,00, e pode ser adquirido pelo site, com antecedência de 48h, ou na portaria
(Sempre tem promoção no Site Groupon – e o preço para convidados dos sócios é diferenciado, tipo metade do preço)

Dizem: quando nasce um bebê, nasce uma mãe também.

Dizem: quando nasce um bebê, nasce uma mãe também.
E um polvo.
Um restaurante delivery.
Uma máquina de chocolate prontinho.
Uma mecânica de carrinhos de controle remoto.
Uma médica de bonecas.
Uma professora-terapeuta-cozinheira de carreira medíocre.
Nasce uma fábrica de cafuné, um chafariz de soro fisiológico, um robô que desperta ao som de choro.
E principalmente: nasce a fada do beijo.

Quando nasce um bebê, nasce também o medo da morte – mães não se conformam em deixar o mundo sem encaminhar devidamente um filho.
Não pense você que ao se tornar mãe uma mulher abandona todas as mulheres que já foi um dia.
Bobagem. 
Ganha mais mulheres em si mesma.
Com seus desejos aumentam sua audácia, sua garra, seus poderes. 
Se já era impossível, cuidado: ela vira muitas. 

Também não me venha imaginar mães como seres delicados e frágeis. 
Mães são fogo, ninguém segura. 
Se antes eram incapazes de matar um mosquito, adquirem uma fúria inédita. 
Montam guarda ao lado de suas crias, capazes de matar tudo o que zumbir perto delas: pernilongos, lagartas, leões, gente.

Mães não têm tempo para o ensaio: estreiam a peça no susto. 
Aprendem a pilotar o avião em pleno voo. 
E dão o exemplo, mesmo que nunca tenham sido exemplo. 
Cobrem seus filhos com o cobertor que lhes falta.
E, não raro, depois de fazerem o impossível, acreditam que poderiam ter feito melhor. 
Nunca estarão prontas para a tarefa gigantesca que é criar um filho – alguém está?

Mente quem diz que mãe sente menos dor – pelo contrário!
Ela apenas aprende a deixar sua dor para outra hora. 
Atira o seu choro no chão para ir acalentar o do filho. 

Nas horas vagas, dorme. 
Abastece a casa. 
Trabalha. 
Encontra os amigos. 
Lê – ou adormece com um livro no rosto. 

E, quando tem tempo pra chorar – cadê? -, passou.
A mãe então aproveita que a casa está calma e vai recolher os brinquedos da sala. “Como esse menino cresceu”, ela pensa, a caminho do quarto do filho.
Termina o dia exausta, sentada no chão da sala, acompanhada de um sorriso besta.

Já os filhos, ah… 
Filhos fazem a mãe voltar os olhos para coisas que não importavam antes. 
O índice de umidade do ar. 
Os ingredientes do suco de caixinha. 
O nível de sódio do macarrão sem glúten. 
Onde fica a Guiné-Bissau. 
Os rumos da agricultura orgânica. 
As alternativas contra o aquecimento global. 
Política. 
E até sua própria saúde.

Mães são mulheres ressuscitadas. 
Filhos as rejuvenescem, tornando a vida delas mais perigosa – e mais urgente.

Quando nasce um bebê, nasce uma empreiteira.
Capaz de cavar a estrada quando não há caminho, só para poder indicar: “É por ali, filho, naquela direção”.

Texto de Cris G. que circulou na NET esta semana e achei lindo.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Correndo por ai

Participei de 3 corridas este ano. Nenhuma com resultados surpreendentes, mais para um desempenho adequado do que para uma verdadeira atleta.

Confesso que tenho treinado bem menos do que me propus, mas ainda acredito que eu chego lá (ou perto de lá seja lá onde for...)


Meus tempos:

Circuito Athenas  8k   01:03:58
Circuito Athenas 16K 01:05:17



 

Adorei estas fotos que encontrei no site Foco Radical do meu desempenho na ultima corrida. Na primeira foto eu estava desistindo, tipo nos 2 primeiros Km, não conseguia nem andar mais, ai veio a arrancada na força e coragem e finalmente a foto da chegada,  toda feliz por ter vencido mais um desafio - I Have Power !!

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

O Caminhão de Lixo

Hoje de manha peguei o telefone e liguei para o meu irmão, estava com saudades e queria conversar sobre a vida - e informar sobre as vacinas que nossas crianças tem que tomar, vou falar em outro post!).
 
Ele já me atendeu com várias pedras na mão (ou com a ferradura afiada, como ele mesmo diz), que nossa mãe (que nunca leu este blog mesmo..) estava arrumando muita confusão, que tinha os pedreiros, a rua que ela varria... e sumariamente me despachou dizendo que depois ligava.
Eu fiquei ali parada, com o telefone na mão, tentando entender por que não consigo conversar mais com meu irmão. Logo com meu irmão, que sempre foi tão próximo e carinhoso. Ai lembrei de um texto do Arnaldo Jabor que gostou muito sobre A Lei do Caminhão de Lixo.
" Um dia peguei um táxi para o aeroporto. Estávamos rodando na faixa certa quando um carro preto saiu de repente do estacionamento direto na nossa frente. O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em outro carro, foi mesmo por um triz! O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente. Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.

Indignado lhe perguntei: ‘Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital?!?!’

Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de “A Lei do Caminhão de Lixo.”
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo. Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, traumas e desapontamento. À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar e às vezes descarregam sobre a gente.
Nunca tome isso como pessoal. Isto não é problema seu! É dele! Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente. Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, EM CASA, ou nas ruas. Fique tranquilo… respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.

O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragar o seu dia. A vida é muito curta, não leve lixo com você!

Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações. Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem. A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!”

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Arrume suas gavetas



Uma vez li alguma coisa a respeito de uma garota que pedia para a sua avó a solução de um problema grave. A avó disse: "suba, arrume suas gavetas e após fazer isso você terá a solução".

Experimentei perguntar para as pessoas mais velhas se realmente existe uma conexão e perguntei certa vez para a minha avó o que tinha a ver a gaveta com os problemas e ela muito sabiamente me falou que a gaveta desarrumada é o espelho da vida, então toda vez que você está com alguma coisa bagunçada, alguma área de sua vida manifesta bagunça. Toda vez que você está com alguma coisa desorganizada, essa desorganização se reflete na sua vida.

Lembre: você é um reflexo de Deus, um reflexo do universo. Você tem um mundo dentro de si. Sua casa é um reflexo de seus estados emocionais. Se você tem dentro de si reflexo do mundo, quando está desorganizado interiormente, manifesta isto exteriormente.
Quando essa manifestação exterior veio antes, você pode reorganizar o seu mundo interno mostrando simbolicamente que está arrumando externamente.

O universo funciona assim: o que está dentro está fora. O que está em cima está embaixo. O que está de um lado está de outro. 

Então se você lembrar sempre que pode influenciar o interior com o exterior e vice-versa, você tem a chave para a organização total.

No momento em que você limpa a sua gaveta e joga fora aquilo que não presta, está reprogramando simbolicamente o seu interior. É uma das melhores chaves para conseguir serenidade e respostas para problemas muito difíceis.

Aproveite e arrume suas gavetas. Com certeza vai ajudar você a encontrar solução para muitos de seus problemas.

Texto encontrado na WEB, de autor desconhecido.


Pois é, minha casa esta o caos, é isso que estou precisando fazer - arrumar as gavetas.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Lagoa Rodrigo de Freitas

Domingo destes aproveitamos o dia de sol para passear com os meninos na Lagoa,  e andar na Bola da Lagoa, ou Float Balls

Os Float Balls são uma espécie de barco bola flutuante, com espaço para até 07 pessoas que estão navegando na Lagoa desde antes da Copa do Mundo. (Não sei até quando ficam..). O passeio dura cerca de 20 minutos e o valor do ingresso é de R$20,00 (crianças de até 10 anos pagam meia.)

Horários: Segunda à Sexta: 10 h às 14 h e 18 h às 22 h
Sábados, Domingos e Feriados – 10 h às 22 h
Local: Complexo Lagoon (Av. Borges de Medeiros, 1.424 – Lagoa Rodrigo de Freitas)


É um passeio bem bacana e diferente para as crianças. 

O Almoço foi no próprio Lagoon, espaço que reúne ótimos restaurantes - nosso escolhido desta vez foi o Gula, Gula, simplesmente AMO a salada de Peru com milho e abacaxi deles, completo com um Quiche de Brie com Damasco e Suco verde - que marravilha : )

Sem falar na vista do Lagoon, que dá um clima a mais no almoço .

Depois do almoço, um passeio pela lagoa para o B andar de Skate e Biel tomar um pouco de sol. Confesso que quase não vamos na lagoa, sempre acho longe por morar no Recreio, mas é um passeio delicioso, agradável para toda familia .




Excelente pedida para um domingo de sol .
   

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Caldas Novas

*Bernardo com 4 anos e Gabriel com 1 ano

E chegaram as férias !! Queríamos fazer algo bacana com as crianças, e levar a babá junto para poder descansar também. Após pesquisar muito nossa escolha para as férias deste ano foi Caldas Novas, em Goiás, cidade conhecida pelas suas Águas Quentes.

Eu não sabia que Caldas Novas e Rio Quente não eram o mesmo local, são bem perto uma da outra mas são cidadezinhas distintas. Minha escolha por Caldas Novas foi pelo preço de hospedagem (Custo /beneficio) e por ter mais opção de infraestrutura na cidade, adoramos passear por aí sem ficar presos a carro.
  
Caldas Novas é uma cidade pequena e simpática, gostosa de caminhar a pé para visitar suas lojinhas (que tem bons preços para biquínis e bóias), tomar sorvete na Sorveteria do Cerrado (provei vários – sorvete de pequi, de cajá manga, de Jaboticaba, de Tamarindo... hummm) , andar de trenzinho (meio bobo esse passeio de trenzinho) ir nas feirinhas de roupa e brincar no Parque de Diversão que tem no centro da cidade. Tudo a pé mesmo, se sua hospedagem for central.

Depois de muita pesquisa, ficamos hospedados no mega Resort Riviera Park,  no apartamento família. (Um Apartamento com 2 quartos sendo uma suíte com cama de casal, um quarto de solteiro com 2 camas , sala com cozinha americana equipada com fogão e micro-ondas, banheira e varanda.) – afinal minha família é grande (Marido, baba, filhos e muitas bagagens)

Escolhemos o Riviera Park por várias razoes:

  • O Resort é novinho, inaugurado em 2013. Roupas de camas cheirosas, quarto espaçoso, nada de mofo.
  • As piscinas são limpas TODOS os dias. Li que era assim e foi! Tem várias piscinas no complexo do resort e todas as noites eles esvaziam algumas e lavam de verdade. As piscinas funcionam 24hs e realmente são beeem quentes.
  • Quem fica hospedado no resort tem direito a usar 03 parques aquáticos que fazem parte do complexo - Water Park, Clube Prive e Clube Náutico. O Water Park e o Clube Prive ficam do lado do Hotel, dava para tomar café e ir para ir dos dois com as crianças. O Water Park é mais cheio , com varias atrações de toboaguas e onde fica a maior parte da programação como os animadores, as brincadeiras, hidro ginástica e o bingo dançante. Já o Clube Prive é bem mais tranquilo, com piscinas mais vazias e privacidade. O outro parque é o Clube Náutico, que fica fora da cidade, necessário ir de carro e nem gostamos muito. O Náutico tem algumas atrações que são pagas, como o passeio de escuna, tem uma piscina de ondas linda, mas é fria e ninguém da minha turma se animou a chegar perto do navio pirata no centro da piscina (por que era frio e queremos agua quente, claro!). Fora isso tem apenas uma piscina quente e um playground bacana que o Bernardo aproveitou – ah, a piscina de bebes também era fria.
  • A comida é muito boa. Café da manha farto, com direito a tapioca. O Almoço tem varias opções da região como feijão tropeiro, mandioca (ou aipim) cozidos e o famoso Risoto do Cerrado (que comi com gosto !) Alem disso tem a opção de pedir para preparar uma massa na hora. As bebidas são a vontade no café e no almoço.

Como o resort é meia pensão escolhi com café da manha e almoço, devido a proximidade dos parques. A noite tem opções de pizza e sanduíche no Resort, muito bons por sinal. Mas passar pela cidade e jantar nos diversos restaurantes também fazia parte.

Tiramos um dia para conhecer o HotPark, no Rio Quente. Fomos  de carro mesmo, achei bem perto. O famoso parque HOT vale cada centavo – é muito bom! Nos divertimos muito. Não sou muito de descer em todos os toboaguas, mas la tem opção para todos os gostos -  fechado (totalmente escuro), aberto, alto, baixo, médio, com bóia, sem bóia, com tapete, de rampa com bóia.

Adorei a área infantil. Tem um balde enorme que joga agua para todo lado, e vários jatos de agua na piscina infantil, além de mini toboaguas. O Rio lento é muito bacana e ate o Gabriel se aventurou por lá com sua boiá de cintura.  Tem uma equipe de recreação infantil chamada Equipe Boto Infantil, que promove brincadeiras como caça ao tesouro e danças.

Uma coisa legal é que para todos os parques que fomos eu levei agua, suco , comidinhas e biscoitos para as crianças, sem problemas.  Mega ponto positivo para quem esta viajando com um bebe. Mas não espere encontrar nada na Copa do Bebe – nem micro-ondas tem !

Fizemos um mergulho bem bacana no Rio Quente para ver os peixes, onde é  possível passar a mão no Pirarucu (peixe preto e enorme natural da Amazônia) – gostei bastante do mergulho, mas é pago a parte e nada barato.

Uma coisa muito bacana é a Praia do Cerrado, que fica dentro do HotPark. Uma praia artificial (sim, tem areia) com piscina térmica com ondas. Além de ser muito bonito e dar lindas fotos, é uma diversão boa para as crianças. Até o Gabriel entrou e adorou. Pras crianças menores, tem uma parte bem rasinha, separada das demais por uma espécie de cerquinha. E é bem rasinho mesmo, dá pra ficar tranquilo. Outro detalhe: em todas as piscinas do HotPark tem plaquinhas indicando a profundidade.





Enfim, uma viagem muito gostosa que recomendamos.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

A balança explodiu !

61kl hoje!! Que horror !!

Horror nada - hahahah!! Eu estava de férias mesmo, jaquei com força, aproveitei tudo que a gastronomia tem por ai . É, me dei férias, sem culpa. Comi, dormir, pensei na vida, almocei Mac Donalds. devorei Cupcakes de paçoca com doce de leite, tomei Coca Cola.

Pronto.
Amanha a rotina volta a ser de quartel general
(Adeus doces. refrigerantes e jacas...)

Hoje: 61Klg

Tratamento de choque:
- Acordar 6 hs para malhar.
- Dieta sem doces, refrigerantes e carboidratos refinados
- Malhação na hora do almoço
- Muay Tay a noite (2x por semana)

Vamos lá!!

domingo, 3 de agosto de 2014